Ano XV
Pargos e pontes, que sei eu?




Editorial

Blogues

  • A casa improvável

  • À esquina da tecla

  • A Irmandade do Éter

  • A Porta Nobre

  • About Portugal

  • Abrupto

  • Agence eureka

  • Agenda do dia

  • Aguasdosul

  • Alberto Velho Nogueira - Homem à Janela

  • ALerNavios

  • Aliás

  • Almada Virtual Museum

  • Almanak Silva

  • Alvor-Silves

  • Apeadeiro das Virtudes

  • Aquela Música do Anúncio...

  • Aubade

  • Bic Laranja

  • Blog de Albergaria

  • Bonecos de bolso

  • Caderno de Viagem

  • Camafunga

  • Caminhos de Ferro Vale da Fumaça

  • Chiqsland Corporation

  • Coisa de gordo

  • Confessionário de um Padre

  • Da Rússia

  • Das palavras o espaço

  • De Rerum Natura

  • Debaixo dos arcos

  • Der Terrorist

  • Desenhos de Luís Ançã

  • Diário de Bordo

  • Dias que voam

  • Do Porto e não só...

  • Do Tempo da Outra Senhora

  • Dragoscópio

  • Enquanto o azinho arde

  • Fábulas

  • Fiel Inimigo

  • Física na Veia!

  • Forum ilha das Flores

  • Fragmagens

  • Gerotempo

  • Girassol Falante

  • Glosa Crua

  • Horas extraordinárias

  • Ié-ié

  • Impertinências

  • Incursões

  • Indústrias Culturais

  • Intimista

  • Irritado

  • João Freitas Farinha - Fotografia

  • Katia Maia

  • Kyrie Eleison

  • Linguagista

  • Lugares Esquecidos

  • Malomil

  • Margens de erro

  • Massa com cenas

  • Memórias…e outras coisas...

  • Nãocoisas à vista

  • Navegantes ao Mar

  • Nesta hora

  • Notas de Circunstância 2

  • Old Beef Traquinoy Company

  • Olhares Cruzados

  • Ouriquense

  • Paulinho Assunção

  • Ponteiros parados

  • Porto Sombrio

  • Praça da República

  • 4R - Quarta República

  • Restos de Colecção

  • Retalhos de Bem-Fica

  • Retratos de Portugal

  • Retrovisor

  • Ruas de Lisboa com alguma história

  • Ruin'Arte

  • Ruminaçœs Digitais

  • Sai-te daqui

  • Sorumbático

  • Stars & Mythical Creatures

  • Tapornumporco

  • Torrada e meia de leite

  • Travessa do Fala-Só

  • Umbigo do Sonho

  • Viajar e Descobrir

  • Viajar. Porque sim.

  • Ylang - Ylang


  • Arquivo morto

  • 10 Agosto 2003
  • 17 Agosto 2003
  • 24 Agosto 2003
  • 14 Setembro 2003
  • 21 Setembro 2003
  • 28 Setembro 2003
  • 12 Outubro 2003
  • 19 Outubro 2003
  • 26 Outubro 2003
  • 02 Novembro 2003
  • 09 Novembro 2003
  • 16 Novembro 2003
  • 23 Novembro 2003
  • 30 Novembro 2003
  • 07 Dezembro 2003
  • 14 Dezembro 2003
  • 21 Dezembro 2003
  • 28 Dezembro 2003
  • 04 Janeiro 2004
  • 11 Janeiro 2004
  • 18 Janeiro 2004
  • 25 Janeiro 2004
  • 01 Fevereiro 2004
  • 08 Fevereiro 2004
  • 15 Fevereiro 2004
  • 22 Fevereiro 2004
  • 29 Fevereiro 2004
  • 07 Março 2004
  • 14 Março 2004
  • 21 Março 2004
  • 28 Março 2004
  • 04 Abril 2004
  • 11 Abril 2004
  • 18 Abril 2004
  • 25 Abril 2004
  • 02 Maio 2004
  • 09 Maio 2004
  • 16 Maio 2004
  • 23 Maio 2004
  • 30 Maio 2004
  • 06 Junho 2004
  • 13 Junho 2004
  • 20 Junho 2004
  • 27 Junho 2004
  • 04 Julho 2004
  • 11 Julho 2004
  • 18 Julho 2004
  • 25 Julho 2004
  • 01 Agosto 2004
  • 08 Agosto 2004
  • 15 Agosto 2004
  • 22 Agosto 2004
  • 29 Agosto 2004
  • 05 Setembro 2004
  • 12 Setembro 2004
  • 19 Setembro 2004
  • 26 Setembro 2004
  • 03 Outubro 2004
  • 10 Outubro 2004
  • 17 Outubro 2004
  • 24 Outubro 2004
  • 31 Outubro 2004
  • 07 Novembro 2004
  • 14 Novembro 2004
  • 21 Novembro 2004
  • 28 Novembro 2004
  • 05 Dezembro 2004
  • 12 Dezembro 2004
  • 19 Dezembro 2004
  • 26 Dezembro 2004
  • 02 Janeiro 2005
  • 09 Janeiro 2005
  • 16 Janeiro 2005
  • 23 Janeiro 2005
  • 30 Janeiro 2005
  • 06 Fevereiro 2005
  • 13 Fevereiro 2005
  • 20 Fevereiro 2005
  • 27 Fevereiro 2005
  • 06 Março 2005
  • 13 Março 2005
  • 20 Março 2005
  • 27 Março 2005
  • 03 Abril 2005
  • 10 Abril 2005
  • 17 Abril 2005
  • 24 Abril 2005
  • 01 Maio 2005
  • 08 Maio 2005
  • 15 Maio 2005
  • 22 Maio 2005
  • 29 Maio 2005
  • 05 Junho 2005
  • 12 Junho 2005
  • 19 Junho 2005
  • 26 Junho 2005
  • 03 Julho 2005
  • 10 Julho 2005
  • 17 Julho 2005
  • 24 Julho 2005
  • 31 Julho 2005
  • 07 Agosto 2005
  • 14 Agosto 2005
  • 21 Agosto 2005
  • 28 Agosto 2005
  • 04 Setembro 2005
  • 11 Setembro 2005
  • 18 Setembro 2005
  • 25 Setembro 2005
  • 02 Outubro 2005
  • 09 Outubro 2005
  • 16 Outubro 2005
  • 23 Outubro 2005
  • 30 Outubro 2005
  • 06 Novembro 2005
  • 13 Novembro 2005
  • 20 Novembro 2005
  • 27 Novembro 2005
  • 04 Dezembro 2005
  • 11 Dezembro 2005
  • 18 Dezembro 2005
  • 25 Dezembro 2005
  • 01 Janeiro 2006
  • 08 Janeiro 2006
  • 15 Janeiro 2006
  • 22 Janeiro 2006
  • 29 Janeiro 2006
  • 05 Fevereiro 2006
  • 12 Fevereiro 2006
  • 19 Fevereiro 2006
  • 26 Fevereiro 2006
  • 05 Março 2006
  • 12 Março 2006
  • 19 Março 2006
  • 26 Março 2006
  • 02 Abril 2006
  • 09 Abril 2006
  • 16 Abril 2006
  • 23 Abril 2006
  • 30 Abril 2006
  • 07 Maio 2006
  • 14 Maio 2006
  • 21 Maio 2006
  • 28 Maio 2006
  • 04 Junho 2006
  • 11 Junho 2006
  • 18 Junho 2006
  • 25 Junho 2006
  • 02 Julho 2006
  • 09 Julho 2006
  • 16 Julho 2006
  • 23 Julho 2006
  • 30 Julho 2006
  • 06 Agosto 2006
  • 13 Agosto 2006
  • 20 Agosto 2006
  • 27 Agosto 2006
  • 03 Setembro 2006
  • 10 Setembro 2006
  • 17 Setembro 2006
  • 24 Setembro 2006
  • 01 Outubro 2006
  • 08 Outubro 2006
  • 15 Outubro 2006
  • 22 Outubro 2006
  • 29 Outubro 2006
  • 05 Novembro 2006
  • 12 Novembro 2006
  • 19 Novembro 2006
  • 26 Novembro 2006
  • 17 Dezembro 2006
  • 24 Dezembro 2006
  • 31 Dezembro 2006
  • 07 Janeiro 2007
  • 14 Janeiro 2007
  • 21 Janeiro 2007
  • 28 Janeiro 2007
  • 04 Fevereiro 2007
  • 11 Fevereiro 2007
  • 18 Fevereiro 2007
  • 25 Fevereiro 2007
  • 04 Março 2007
  • 11 Março 2007
  • 18 Março 2007
  • 25 Março 2007
  • 01 Abril 2007
  • 08 Abril 2007
  • 15 Abril 2007
  • 22 Abril 2007
  • 29 Abril 2007
  • 06 Maio 2007
  • 13 Maio 2007
  • 20 Maio 2007
  • 27 Maio 2007
  • 03 Junho 2007
  • 10 Junho 2007
  • 17 Junho 2007
  • 24 Junho 2007
  • 01 Julho 2007
  • 08 Julho 2007
  • 15 Julho 2007
  • 22 Julho 2007
  • 29 Julho 2007
  • 05 Agosto 2007
  • 12 Agosto 2007
  • 19 Agosto 2007
  • 26 Agosto 2007
  • 02 Setembro 2007
  • 09 Setembro 2007
  • 16 Setembro 2007
  • 23 Setembro 2007
  • 30 Setembro 2007
  • 07 Outubro 2007
  • 14 Outubro 2007
  • 21 Outubro 2007
  • 28 Outubro 2007
  • 04 Novembro 2007
  • 11 Novembro 2007
  • 18 Novembro 2007
  • 25 Novembro 2007
  • 02 Dezembro 2007
  • 09 Dezembro 2007
  • 16 Dezembro 2007
  • 23 Dezembro 2007
  • 30 Dezembro 2007
  • 06 Janeiro 2008
  • 13 Janeiro 2008
  • 20 Janeiro 2008
  • 27 Janeiro 2008
  • 03 Fevereiro 2008
  • 10 Fevereiro 2008
  • 17 Fevereiro 2008
  • 24 Fevereiro 2008
  • 02 Março 2008
  • 09 Março 2008
  • 16 Março 2008
  • 23 Março 2008
  • 30 Março 2008
  • 06 Abril 2008
  • 13 Abril 2008
  • 20 Abril 2008
  • 27 Abril 2008
  • 04 Maio 2008
  • 11 Maio 2008
  • 18 Maio 2008
  • 25 Maio 2008
  • 01 Junho 2008
  • 08 Junho 2008
  • 15 Junho 2008
  • 22 Junho 2008
  • 29 Junho 2008
  • 06 Julho 2008
  • 13 Julho 2008
  • 20 Julho 2008
  • 27 Julho 2008
  • 03 Agosto 2008
  • 10 Agosto 2008
  • 17 Agosto 2008
  • 24 Agosto 2008
  • 31 Agosto 2008
  • 07 Setembro 2008
  • 14 Setembro 2008
  • 21 Setembro 2008
  • 28 Setembro 2008
  • 05 Outubro 2008
  • 12 Outubro 2008
  • 19 Outubro 2008
  • 26 Outubro 2008
  • 02 Novembro 2008
  • 09 Novembro 2008
  • 16 Novembro 2008
  • 23 Novembro 2008
  • 30 Novembro 2008
  • 07 Dezembro 2008
  • 14 Dezembro 2008
  • 21 Dezembro 2008
  • 28 Dezembro 2008
  • 04 Janeiro 2009
  • 11 Janeiro 2009
  • 18 Janeiro 2009
  • 25 Janeiro 2009
  • 01 Fevereiro 2009
  • 08 Fevereiro 2009
  • 15 Fevereiro 2009
  • 22 Fevereiro 2009
  • 01 Março 2009
  • 08 Março 2009
  • 15 Março 2009
  • 22 Março 2009
  • 29 Março 2009
  • 05 Abril 2009
  • 12 Abril 2009
  • 19 Abril 2009
  • 26 Abril 2009
  • 03 Maio 2009
  • 10 Maio 2009
  • 17 Maio 2009
  • 24 Maio 2009
  • 31 Maio 2009
  • 07 Junho 2009
  • 14 Junho 2009
  • 21 Junho 2009
  • 28 Junho 2009
  • 05 Julho 2009
  • 12 Julho 2009
  • 19 Julho 2009
  • 26 Julho 2009
  • 02 Agosto 2009
  • 09 Agosto 2009
  • 16 Agosto 2009
  • 23 Agosto 2009
  • 30 Agosto 2009
  • 06 Setembro 2009
  • 13 Setembro 2009
  • 20 Setembro 2009
  • 27 Setembro 2009
  • 04 Outubro 2009
  • 11 Outubro 2009
  • 18 Outubro 2009
  • 25 Outubro 2009
  • 01 Novembro 2009
  • 08 Novembro 2009
  • 15 Novembro 2009
  • 22 Novembro 2009
  • 29 Novembro 2009
  • 06 Dezembro 2009
  • 13 Dezembro 2009
  • 20 Dezembro 2009
  • 27 Dezembro 2009
  • 03 Janeiro 2010
  • 10 Janeiro 2010
  • 17 Janeiro 2010
  • 31 Janeiro 2010
  • 07 Fevereiro 2010
  • 14 Fevereiro 2010
  • 21 Fevereiro 2010
  • 28 Fevereiro 2010
  • 07 Março 2010
  • 14 Março 2010
  • 21 Março 2010
  • 28 Março 2010
  • 04 Abril 2010
  • 11 Abril 2010
  • 18 Abril 2010
  • 25 Abril 2010
  • 02 Maio 2010
  • 09 Maio 2010
  • 16 Maio 2010
  • 23 Maio 2010
  • 30 Maio 2010
  • 06 Junho 2010
  • 13 Junho 2010
  • 20 Junho 2010
  • 27 Junho 2010
  • 04 Julho 2010
  • 11 Julho 2010
  • 18 Julho 2010
  • 25 Julho 2010
  • 01 Agosto 2010
  • 08 Agosto 2010
  • 15 Agosto 2010
  • 22 Agosto 2010
  • 29 Agosto 2010
  • 05 Setembro 2010
  • 12 Setembro 2010
  • 19 Setembro 2010
  • 26 Setembro 2010
  • 03 Outubro 2010
  • 10 Outubro 2010
  • 17 Outubro 2010
  • 24 Outubro 2010
  • 31 Outubro 2010
  • 07 Novembro 2010
  • 14 Novembro 2010
  • 21 Novembro 2010
  • 28 Novembro 2010
  • 05 Dezembro 2010
  • 12 Dezembro 2010
  • 19 Dezembro 2010
  • 26 Dezembro 2010
  • 02 Janeiro 2011
  • 09 Janeiro 2011
  • 16 Janeiro 2011
  • 23 Janeiro 2011
  • 30 Janeiro 2011
  • 06 Fevereiro 2011
  • 13 Fevereiro 2011
  • 20 Fevereiro 2011
  • 27 Fevereiro 2011
  • 06 Março 2011
  • 13 Março 2011
  • 20 Março 2011
  • 27 Março 2011
  • 03 Abril 2011
  • 10 Abril 2011
  • 17 Abril 2011
  • 24 Abril 2011
  • 01 Maio 2011
  • 08 Maio 2011
  • 15 Maio 2011
  • 22 Maio 2011
  • 29 Maio 2011
  • 05 Junho 2011
  • 12 Junho 2011
  • 19 Junho 2011
  • 26 Junho 2011
  • 03 Julho 2011
  • 10 Julho 2011
  • 17 Julho 2011
  • 24 Julho 2011
  • 31 Julho 2011
  • 07 Agosto 2011
  • 14 Agosto 2011
  • 21 Agosto 2011
  • 28 Agosto 2011
  • 04 Setembro 2011
  • 11 Setembro 2011
  • 18 Setembro 2011
  • 25 Setembro 2011
  • 02 Outubro 2011
  • 09 Outubro 2011
  • 16 Outubro 2011
  • 23 Outubro 2011
  • 30 Outubro 2011
  • 06 Novembro 2011
  • 13 Novembro 2011
  • 20 Novembro 2011
  • 27 Novembro 2011
  • 04 Dezembro 2011
  • 11 Dezembro 2011
  • 18 Dezembro 2011
  • 25 Dezembro 2011
  • 01 Janeiro 2012
  • 08 Janeiro 2012
  • 15 Janeiro 2012
  • 22 Janeiro 2012
  • 29 Janeiro 2012
  • 05 Fevereiro 2012
  • 12 Fevereiro 2012
  • 19 Fevereiro 2012
  • 26 Fevereiro 2012
  • 04 Março 2012
  • 11 Março 2012
  • 18 Março 2012
  • 25 Março 2012
  • 01 Abril 2012
  • 08 Abril 2012
  • 15 Abril 2012
  • 22 Abril 2012
  • 29 Abril 2012
  • 06 Maio 2012
  • 13 Maio 2012
  • 20 Maio 2012
  • 27 Maio 2012
  • 03 Junho 2012
  • 10 Junho 2012
  • 17 Junho 2012
  • 24 Junho 2012
  • 01 Julho 2012
  • 08 Julho 2012
  • 15 Julho 2012
  • 22 Julho 2012
  • 29 Julho 2012
  • 05 Agosto 2012
  • 12 Agosto 2012
  • 19 Agosto 2012
  • 26 Agosto 2012
  • 02 Setembro 2012
  • 09 Setembro 2012
  • 16 Setembro 2012
  • 23 Setembro 2012
  • 30 Setembro 2012
  • 07 Outubro 2012
  • 14 Outubro 2012
  • 21 Outubro 2012
  • 28 Outubro 2012
  • 04 Novembro 2012
  • 11 Novembro 2012
  • 18 Novembro 2012
  • 25 Novembro 2012
  • 02 Dezembro 2012
  • 09 Dezembro 2012
  • 16 Dezembro 2012
  • 23 Dezembro 2012
  • 30 Dezembro 2012
  • 06 Janeiro 2013
  • 13 Janeiro 2013
  • 20 Janeiro 2013
  • 27 Janeiro 2013
  • 03 Fevereiro 2013
  • 10 Fevereiro 2013
  • 17 Fevereiro 2013
  • 24 Fevereiro 2013
  • 03 Março 2013
  • 10 Março 2013
  • 17 Março 2013
  • 24 Março 2013
  • 31 Março 2013
  • 07 Abril 2013
  • 14 Abril 2013
  • 21 Abril 2013
  • 28 Abril 2013
  • 05 Maio 2013
  • 12 Maio 2013
  • 19 Maio 2013
  • 26 Maio 2013
  • 02 Junho 2013
  • 09 Junho 2013
  • 16 Junho 2013
  • 23 Junho 2013
  • 30 Junho 2013
  • 07 Julho 2013
  • 14 Julho 2013
  • 21 Julho 2013
  • 28 Julho 2013
  • 04 Agosto 2013
  • 11 Agosto 2013
  • 18 Agosto 2013
  • 25 Agosto 2013
  • 01 Setembro 2013
  • 08 Setembro 2013
  • 15 Setembro 2013
  • 22 Setembro 2013
  • 29 Setembro 2013
  • 06 Outubro 2013
  • 13 Outubro 2013
  • 20 Outubro 2013
  • 27 Outubro 2013
  • 03 Novembro 2013
  • 10 Novembro 2013
  • 17 Novembro 2013
  • 24 Novembro 2013
  • 01 Dezembro 2013
  • 08 Dezembro 2013
  • 15 Dezembro 2013
  • 22 Dezembro 2013
  • 29 Dezembro 2013
  • 05 Janeiro 2014
  • 12 Janeiro 2014
  • 19 Janeiro 2014
  • 26 Janeiro 2014
  • 02 Fevereiro 2014
  • 09 Fevereiro 2014
  • 16 Fevereiro 2014
  • 23 Fevereiro 2014
  • 02 Março 2014
  • 09 Março 2014
  • 16 Março 2014
  • 23 Março 2014
  • 30 Março 2014
  • 06 Abril 2014
  • 13 Abril 2014
  • 20 Abril 2014
  • 27 Abril 2014
  • 04 Maio 2014
  • 11 Maio 2014
  • 18 Maio 2014
  • 25 Maio 2014
  • 01 Junho 2014
  • 08 Junho 2014
  • 15 Junho 2014
  • 22 Junho 2014
  • 29 Junho 2014
  • 06 Julho 2014
  • 13 Julho 2014
  • 20 Julho 2014
  • 27 Julho 2014
  • 03 Agosto 2014
  • 10 Agosto 2014
  • 17 Agosto 2014
  • 24 Agosto 2014
  • 31 Agosto 2014
  • 07 Setembro 2014
  • 14 Setembro 2014
  • 21 Setembro 2014
  • 28 Setembro 2014
  • 05 Outubro 2014
  • 12 Outubro 2014
  • 19 Outubro 2014
  • 26 Outubro 2014
  • 02 Novembro 2014
  • 09 Novembro 2014
  • 16 Novembro 2014
  • 23 Novembro 2014
  • 30 Novembro 2014
  • 07 Dezembro 2014
  • 14 Dezembro 2014
  • 21 Dezembro 2014
  • 28 Dezembro 2014
  • 04 Janeiro 2015
  • 11 Janeiro 2015
  • 18 Janeiro 2015
  • 25 Janeiro 2015
  • 01 Fevereiro 2015
  • 08 Fevereiro 2015
  • 15 Fevereiro 2015
  • 22 Fevereiro 2015
  • 01 Março 2015
  • 08 Março 2015
  • 15 Março 2015
  • 22 Março 2015
  • 29 Março 2015
  • 05 Abril 2015
  • 12 Abril 2015
  • 19 Abril 2015
  • 26 Abril 2015
  • 03 Maio 2015
  • 10 Maio 2015
  • 17 Maio 2015
  • 24 Maio 2015
  • 31 Maio 2015
  • 07 Junho 2015
  • 14 Junho 2015
  • 21 Junho 2015
  • 28 Junho 2015
  • 05 Julho 2015
  • 12 Julho 2015
  • 19 Julho 2015
  • 26 Julho 2015
  • 02 Agosto 2015
  • 09 Agosto 2015
  • 16 Agosto 2015
  • 23 Agosto 2015
  • 30 Agosto 2015
  • 06 Setembro 2015
  • 13 Setembro 2015
  • 20 Setembro 2015
  • 27 Setembro 2015
  • 04 Outubro 2015
  • 11 Outubro 2015
  • 18 Outubro 2015
  • 25 Outubro 2015
  • 01 Novembro 2015
  • 08 Novembro 2015
  • 15 Novembro 2015
  • 22 Novembro 2015
  • 29 Novembro 2015
  • 06 Dezembro 2015
  • 13 Dezembro 2015
  • 20 Dezembro 2015
  • 27 Dezembro 2015
  • 03 Janeiro 2016
  • 10 Janeiro 2016
  • 17 Janeiro 2016
  • 31 Janeiro 2016
  • 07 Fevereiro 2016
  • 14 Fevereiro 2016
  • 21 Fevereiro 2016
  • 28 Fevereiro 2016
  • 06 Março 2016
  • 13 Março 2016
  • 20 Março 2016
  • 27 Março 2016
  • 03 Abril 2016
  • 10 Abril 2016
  • 17 Abril 2016
  • 24 Abril 2016
  • 01 Maio 2016
  • 08 Maio 2016
  • 15 Maio 2016
  • 22 Maio 2016
  • 29 Maio 2016
  • 05 Junho 2016
  • 12 Junho 2016
  • 19 Junho 2016
  • 26 Junho 2016
  • 03 Julho 2016
  • 10 Julho 2016
  • 17 Julho 2016
  • 24 Julho 2016
  • 31 Julho 2016
  • 07 Agosto 2016
  • 14 Agosto 2016
  • 21 Agosto 2016
  • 28 Agosto 2016
  • 04 Setembro 2016
  • 11 Setembro 2016
  • 18 Setembro 2016
  • 25 Setembro 2016
  • 02 Outubro 2016
  • 09 Outubro 2016
  • 16 Outubro 2016
  • 23 Outubro 2016
  • 30 Outubro 2016
  • 06 Novembro 2016
  • 13 Novembro 2016
  • 20 Novembro 2016
  • 27 Novembro 2016
  • 04 Dezembro 2016
  • 11 Dezembro 2016
  • 18 Dezembro 2016
  • 25 Dezembro 2016
  • 01 Janeiro 2017
  • 08 Janeiro 2017
  • 15 Janeiro 2017
  • 22 Janeiro 2017
  • 29 Janeiro 2017
  • 05 Fevereiro 2017
  • 12 Fevereiro 2017
  • 19 Fevereiro 2017
  • 26 Fevereiro 2017
  • 05 Março 2017
  • 12 Março 2017
  • 19 Março 2017
  • 26 Março 2017
  • 02 Abril 2017
  • 09 Abril 2017
  • 16 Abril 2017
  • 23 Abril 2017
  • 30 Abril 2017
  • 07 Maio 2017
  • 14 Maio 2017
  • 21 Maio 2017
  • 28 Maio 2017
  • 04 Junho 2017
  • 11 Junho 2017
  • 18 Junho 2017
  • 25 Junho 2017
  • 02 Julho 2017
  • 09 Julho 2017
  • 16 Julho 2017
  • 23 Julho 2017
  • 30 Julho 2017
  • 06 Agosto 2017
  • 13 Agosto 2017
  • 20 Agosto 2017
  • 27 Agosto 2017
  • 03 Setembro 2017
  • 10 Setembro 2017
  • 17 Setembro 2017
  • 24 Setembro 2017
  • 01 Outubro 2017
  • 08 Outubro 2017
  • 15 Outubro 2017

  • Não tarda nada




    Linhas




    O Braga e o Farense

    Relembrando um post de há séculos.
    Por alguma razão obscura ou apenas porque a primeira vez que pus os pés em casa do M. a noite correu bem, afeiçoei-me ao lugar.
    Em muitos anos, desde que ele lá comprou o apartamento nos inícios dos oitentas, não foram mais do que três ou quatro as visitas que lhe fiz. Mas todas elas muito aprazíveis. Descobri até que há poucos locais no mundo onde durma tão descansado como naquela casa. Acho que todos nós temos estas esquisitices com certos sítios, de encontrarmos uma estranha paz onde menos se espera e sem razão aparente. Adiante.
    O que a seguir narro é no mínimo estranho. Pelo menos para a época em que os factos ocorreram.
    E é-o porque, tendo isto se passado em meados da década de noventa, já era o Algarve dessa época do conhecimento generalizado dos portugueses. Pelo menos eu assim pensava.
    Ora a casa do M. era e é muito perto do Estádio de São Luís, como verificou quem se deu ao trabalho de ler o post mencionado acima.
    Nessa manhã tardia de domingo, depois de uma noitada das antigas, acordei com uma história insistente na cabeça. Uma história bem contada e muito nítida, dessas que se deixam escrever quase palavra a palavra. Saí para a rua, abri o carro, tirei de lá um bloco de notas e instalei-me num café ali perto, disposto a escrever. A conversa por lá era monotemática. Só se falava do sismo que ocorrera nessa manhã e do qual eu estava completamente a leste. Entre os relatos de susto, de loiças a bater, de candeeiros bandeantes e de corridas para a rua, lá consegui, coadjuvado pelo café quente, reduzir a escrito o que tinha a transbordar-me da cabeça. Por ali fiquei mais um tempo a fazer horas para qualquer coisa indefinida. Talvez para o almoço, talvez para o regresso do M. que tinha desaparecido com a família sem deixar rasto, apenas um bilhete. "Não te quisemos acordar".
    Quando saí para a rua, havia autocarros estacionados por ali. Burburinho generalizado, alguns feirantes em preparos, músicas diversas gritando sabia-se lá de onde.
    Percebi então que era pessoal de Braga. Daqueles que fazem jus à expressão "Não sou de cá. Vim só ver a bola."
    Não sei por quê, misturei-me com eles. Talvez para desfrutar o sotaque minhoto mais de perto, em contrabalanço com o do Algarve.
    Segui um grupo mais pândego para um outro café. Enquanto tomava mais um, os risos, as exclamações e as pequenas provocações incidiam sobre o nome que devia levar uma chávena pequena de café com leite.
    Percebi então que a maioria daquelas pessoas nunca tinha posto os pés no Algarve. Trocavam rapidamente expressões designando bebidas e comidas com o dono do café. Faziam perguntas, gozavam com os indígenas. Tudo em ar galhofeiro, na santa paz.
    Não sei o resultado do encontro de futebol.



    É já ali




    O partido que não existe

    O 25 de Abril apanhou-me com 15 anos. O clima desses dias somou-se à disponibilidade da juventude.
    Mas nunca me enquadrei em nenhum rebanho. A primeira e a única vez em que o meu nome constou de uma lista foi para umas eleições para uma associação de estudantes e foi a rogo, quando me apanharam de baixa.
    De qualquer forma, nunca existiu o partido que enquadrava essa lista. Que pagou os autocolantes, que fez as cópias. Nunca existiu como nunca existiram os partidos de que muitos outros se reclamaram. Basta ler o que se diz hoje do PSD, o que do PPD disseram os que dele se afastaram em cisões antigas, o que disseram do PS os que dele saíram e depois voltaram, e mais recentemente, o que disseram e dizem do PCP os que de lá saíram ou foram empurrados. E do CDS, os que foram saindo a pouco e pouco. Nunca existiu o partido dessas pessoas. O meu também não.
    Mas coloquei a cruz no mesmo sítio. De há vinte e tal anos. Burro velho...
    K será constante?



    imagem em http://www.stape.pt/img_geral/bvoto75ac.jpg



    K não é constante

    E não é. Nós é que simplificamos. Alguns com mais convicção do que outros.
    Veja-se o caso particular de c, que tanta gente defende com unhas e dentes que seja e tenha sido constante.
    Mas não há constantes.
    Vem isto a propósito de coisas bem mais comezinhas. E caras a todos os que se dedicam a linhas de código ou a meras folhas de cálculo.
    Quantas vezes não incluímos já uma constante aqui ou ali que depois se verifica desactualizada?
    Desde o ridículo 0,17 para o I.V.A. até ao 19 para as centenas de anos, passando pelo 13 para os jogos do totobola.
    De algumas delas tínhamos a certeza que perderiam a validade e até sabíamos quando.
    Com outras, foi o deixa andar, que depois se corrige, se ainda fizer falta. De outras ainda, não nos passava pela cabeça que se alterassem.
    No entanto, bastava que em vez da constante se tivesse colocado uma variável para a coisa ficar logo mais definitiva.
    A previsão é uma arte, mais do que uma ciência. Embora esta afirmação seja fortemente controversa, continuo a achar que ciência é captura de dados e estabelecimento de relações, de teorias. A previsão é a técnica, que encerra um nível considerável e artístico de incerteza, que se baseia nos dados que a ciência lhe fornece e na utilidade que lhe atribuímos.
    Tanta conversa para dizer que onde coloquei uma constante devia ter posto logo uma variável.



    Quero ir para o monte




    Sound bites

    Ou até fragmentos de filmagem.
    Vi há pouco a maldade que algum realizador de televisão fez aos líderes políticos que se dirigiam ao pano de fundo azul, com a rosa-dos-ventos da defesa atlântica, para se deixarem fotografar apertando a mão.
    O cliché é velho, muito velho. Não é só desde que há fotografia, desde que há cinema, que os homens se dispõem a esta pose.
    Já o faziam quando se apresentavam em público encenando actos. Já o faziam quando se pretendiam imortalizar na ponta de um pincel.
    O problema do mundo actual é a banalização. A banalização de todas as coisas.
    O fingimento é mais do que banal. Nas imagens, nas palavras. Seja nas populares fotos de um casamento num jardim qualquer, seja no boletim de voto supostamente VIP que fica dois minutos suspenso da ponta dos dedos à espera dos flashes.
    Estamos todos fartos disso.
    Das declarações de fugida quando o microfone cria a vertigem da palavra. Da oportunidade dos anónimos mostrarem a cara ao mundo.
    Mas serve para quê esta encenação?
    Para os arquivos encenados da história? Como o célebre e controverso beijo da mulher e do soldado? Não sei.
    O que sei é que fazem falta alguns mais como o famoso engenheiro que disse para as câmaras, para os microfones:
    "Agora não posso. Tenho que ir mijar!"

    Nota: Não era soldado o homem do beijo de Doisneau. A minha memória juntou duas fotos. Uma da libertação de Paris e a do beijo de Doisneau. Baralhações da velhice.



    Escolinha




    Hardware




    O telefonema do MC e a falta de novidades

    Já o conheço há muitos anos. De outras lutas, mais consequentes.
    Ontem telefonou-me. Na certa para me perguntar se já tinha votado. Como se ele não soubesse que, se eu me decidisse a não ir, nada me arrastaria até ao autocolante dos bombeiros.
    Mas como lhe disse que sim, apenas me pediu o palpite e lá fez as suas observações habituais.
    Para ele, faz muita diferença que ganhe A ou B. Acredita em manhãs radiosas e dias cinzentos.
    Uma das coisas que mais me intriga na espécie humana é esta maravilha de pensarmos que somos outros no dia seguinte.
    Que de 24 de Abril de 1974 para 25 saíram os que cá estavam, cerca de dez milhões, e entraram outros. Que isso aconteceu de cada vez que se disse que o país virou à esquerda e à direita.
    Eu confesso. Nunca me apercebi de tal coisa.
    E sobre viragens à direita e à esquerda, excepção feita aos piões que se fizeram enquanto a borracha não aderia ao betuminoso, não tenho também dado por nada.



    A questão do Hondt e se a minha...

    O "e se...?" é daquelas interrogações, digamos condições, que nos persegue.
    Quando o "e se...?" se levanta, esquecem sempre milhões de implicações que teria, pois só resta uma - a que interessa ao especulador.
    Ora o "e se..." nunca aconteceu nem nunca acontecerá, porque caminhamos numa via única. Não há dois destinos para um homem, tanto quanto sabemos.
    Mas fazendo tábua rasa do que acabei de dizer, noto o seguinte:
    E se algum dos partidos tivesse obtido, em dado círculo, até mais 1000 votos? (claro que no "e se..." os outros teriam que ficar na mesma)
    Teríamos o seguinte:
    Em Aveiro, o Bloco de Esquerda com mais 206 votos tirava o último deputado ao PS.
    No mesmo distrito, o PSD com mais 991 votos - sem que o BE crescesse, é claro - tirava o tal último deputado ao PS.
    Em Braga, o BE com mais 418 votos, tirava o último deputado ao PSD.
    Em Faro, o PSD com mais 190 votos, tirava o último deputado ao PS.
    No Porto, o PS com mais 926 votos, tirava o último deputado ao PSD.
    Em Viana, o PSD com mais 969 votos, ficava com o deputado do CDS.
    Teríamos assim o BE com a possibilidade de alcançar mais 2 deputados.
    O PSD a perder 2 e a ganhar 3.
    O PS a perder 2 e a ganhar 1.
    E o CDS a perder 1.
    5 deputados perdidos e 6 ganhos. Como se vê, há um deputado que surgiu do ar.
    Pois é. É que nestas coisas do "e se...", nunca se contam as hipóteses dos outros ganharem também qualquer coisinha.
    E agora perguntam os meus leitores: Este tipo não tinha mais nada com que se entreter?

    Com os dados do STAPE



    Arquivo

    Para além do palpite do post anterior:

    E agora, José? (25 de Junho de 2004)

    Era pré-Socrática (30 de Novembro de 2004)



    Falhei em barda

    Mas não engendro explicações



    em post de 6 de Janeiro



    Claro que

    É um exercício que me faz rir esse de mostrar que as sondagens falharam porque...
    É a história das últimas eleições em Espanha e o motivo óbvio; da última vitória de Felipe González e não sei o quê; das últimas autárquicas e foi porque a sala era torta...
    E muitas outras, referendo sobre a interrupção da gravidez, etc.
    Ocorre-me sempre perguntar se quem assim se justifica o faz porque disso está convencido ou então se o diz apenas com desplante.
    Pela minha parte, apenas dei um palpite aqui, em princípios de Janeiro. Veremos qual o grau do falhanço. Mas não matei a cabeça com estatísticas nem com amostras.
    Também não sei se a maioria das sondagens vai falhar muito ou pouco. Só me cheira a qualquer coisa...



    Estas cadeiras

    Este recanto
    Onde me sentava junto ao fogo
    E ficava a ouvir os seus estalidos e o que me ensinava sobre coisa nenhuma
    Para além de combustões das quais ele próprio nada sabia



    Às cadeiras ainda as tenho
    Do recanto alheado, nada sei



    Resultados



    Percentagem de pontos obtidos
    (1) Falta apurar a freguesia de Guimarães. O resultado final estará compreendido entre 57,6% e 62,1%

    imagens obtidas nas páginas dos clubes



    A camisola nº8



    Uma das minhas dúvidas existenciais é por que raio me hei-de eu chatear ou contentar com os resultados dos jogos em que participam onze tipos muito bem pagos que, na maior parte dos casos, nem sequer se chateiam ou alegram como eu sem razão.
    Lembrei-me de uma camisola riscada de verde e branco, ostentando o número 8, que às vezes via pendurada num varal lá na rua onde morei.
    Nesse tempo, não me sentia desconfortável ao discutir do alto do meu metro e pouco com o empregado da pastelaria, benfiquista ferrenho. O meu pai é que talvez nunca tenha percebido de onde me vinha a veia sportinguista. Nem eu. Também dele não cheguei a saber se era do Benfica, do Porto ou do Sporting. Apenas a história de uma certa moça que um andrade abandonou à sua sorte no Estádio do Lima, enquanto descia ao relvado para protestar.