Ano XV
Pargos e pontes, que sei eu?




Editorial

Blogues

  • A casa improvável

  • À esquina da tecla

  • A Irmandade do Éter

  • A Porta Nobre

  • About Portugal

  • Abrupto

  • Agence eureka

  • Agenda do dia

  • Aguasdosul

  • Alberto Velho Nogueira - Homem à Janela

  • ALerNavios

  • Aliás

  • Almada Virtual Museum

  • Almanak Silva

  • Alvor-Silves

  • Apeadeiro das Virtudes

  • Aquela Música do Anúncio...

  • Aubade

  • Bic Laranja

  • Blog de Albergaria

  • Bonecos de bolso

  • Caderno de Viagem

  • Camafunga

  • Caminhos de Ferro Vale da Fumaça

  • Chiqsland Corporation

  • Coisa de gordo

  • Confessionário de um Padre

  • Da Rússia

  • Das palavras o espaço

  • De Rerum Natura

  • Debaixo dos arcos

  • Der Terrorist

  • Desenhos de Luís Ançã

  • Diário de Bordo

  • Dias que voam

  • Do Porto e não só...

  • Do Tempo da Outra Senhora

  • Dragoscópio

  • Enquanto o azinho arde

  • Fábulas

  • Fiel Inimigo

  • Física na Veia!

  • Forum ilha das Flores

  • Fragmagens

  • Gerotempo

  • Girassol Falante

  • Glosa Crua

  • Horas extraordinárias

  • Ié-ié

  • Impertinências

  • Incursões

  • Indústrias Culturais

  • Intimista

  • Irritado

  • João Freitas Farinha - Fotografia

  • Katia Maia

  • Kyrie Eleison

  • Linguagista

  • Lugares Esquecidos

  • Malomil

  • Margens de erro

  • Massa com cenas

  • Memórias…e outras coisas...

  • Nãocoisas à vista

  • Navegantes ao Mar

  • Nesta hora

  • Notas de Circunstância 2

  • Old Beef Traquinoy Company

  • Olhares Cruzados

  • Ouriquense

  • Paulinho Assunção

  • Ponteiros parados

  • Porto Sombrio

  • Praça da República

  • 4R - Quarta República

  • Restos de Colecção

  • Retalhos de Bem-Fica

  • Retratos de Portugal

  • Retrovisor

  • Ruas de Lisboa com alguma história

  • Ruin'Arte

  • Ruminaçœs Digitais

  • Sai-te daqui

  • Sorumbático

  • Stars & Mythical Creatures

  • Tapornumporco

  • Torrada e meia de leite

  • Travessa do Fala-Só

  • Umbigo do Sonho

  • Viajar e Descobrir

  • Viajar. Porque sim.

  • Ylang - Ylang


  • Arquivo morto

  • 10 Agosto 2003
  • 17 Agosto 2003
  • 24 Agosto 2003
  • 14 Setembro 2003
  • 21 Setembro 2003
  • 28 Setembro 2003
  • 12 Outubro 2003
  • 19 Outubro 2003
  • 26 Outubro 2003
  • 02 Novembro 2003
  • 09 Novembro 2003
  • 16 Novembro 2003
  • 23 Novembro 2003
  • 30 Novembro 2003
  • 07 Dezembro 2003
  • 14 Dezembro 2003
  • 21 Dezembro 2003
  • 28 Dezembro 2003
  • 04 Janeiro 2004
  • 11 Janeiro 2004
  • 18 Janeiro 2004
  • 25 Janeiro 2004
  • 01 Fevereiro 2004
  • 08 Fevereiro 2004
  • 15 Fevereiro 2004
  • 22 Fevereiro 2004
  • 29 Fevereiro 2004
  • 07 Março 2004
  • 14 Março 2004
  • 21 Março 2004
  • 28 Março 2004
  • 04 Abril 2004
  • 11 Abril 2004
  • 18 Abril 2004
  • 25 Abril 2004
  • 02 Maio 2004
  • 09 Maio 2004
  • 16 Maio 2004
  • 23 Maio 2004
  • 30 Maio 2004
  • 06 Junho 2004
  • 13 Junho 2004
  • 20 Junho 2004
  • 27 Junho 2004
  • 04 Julho 2004
  • 11 Julho 2004
  • 18 Julho 2004
  • 25 Julho 2004
  • 01 Agosto 2004
  • 08 Agosto 2004
  • 15 Agosto 2004
  • 22 Agosto 2004
  • 29 Agosto 2004
  • 05 Setembro 2004
  • 12 Setembro 2004
  • 19 Setembro 2004
  • 26 Setembro 2004
  • 03 Outubro 2004
  • 10 Outubro 2004
  • 17 Outubro 2004
  • 24 Outubro 2004
  • 31 Outubro 2004
  • 07 Novembro 2004
  • 14 Novembro 2004
  • 21 Novembro 2004
  • 28 Novembro 2004
  • 05 Dezembro 2004
  • 12 Dezembro 2004
  • 19 Dezembro 2004
  • 26 Dezembro 2004
  • 02 Janeiro 2005
  • 09 Janeiro 2005
  • 16 Janeiro 2005
  • 23 Janeiro 2005
  • 30 Janeiro 2005
  • 06 Fevereiro 2005
  • 13 Fevereiro 2005
  • 20 Fevereiro 2005
  • 27 Fevereiro 2005
  • 06 Março 2005
  • 13 Março 2005
  • 20 Março 2005
  • 27 Março 2005
  • 03 Abril 2005
  • 10 Abril 2005
  • 17 Abril 2005
  • 24 Abril 2005
  • 01 Maio 2005
  • 08 Maio 2005
  • 15 Maio 2005
  • 22 Maio 2005
  • 29 Maio 2005
  • 05 Junho 2005
  • 12 Junho 2005
  • 19 Junho 2005
  • 26 Junho 2005
  • 03 Julho 2005
  • 10 Julho 2005
  • 17 Julho 2005
  • 24 Julho 2005
  • 31 Julho 2005
  • 07 Agosto 2005
  • 14 Agosto 2005
  • 21 Agosto 2005
  • 28 Agosto 2005
  • 04 Setembro 2005
  • 11 Setembro 2005
  • 18 Setembro 2005
  • 25 Setembro 2005
  • 02 Outubro 2005
  • 09 Outubro 2005
  • 16 Outubro 2005
  • 23 Outubro 2005
  • 30 Outubro 2005
  • 06 Novembro 2005
  • 13 Novembro 2005
  • 20 Novembro 2005
  • 27 Novembro 2005
  • 04 Dezembro 2005
  • 11 Dezembro 2005
  • 18 Dezembro 2005
  • 25 Dezembro 2005
  • 01 Janeiro 2006
  • 08 Janeiro 2006
  • 15 Janeiro 2006
  • 22 Janeiro 2006
  • 29 Janeiro 2006
  • 05 Fevereiro 2006
  • 12 Fevereiro 2006
  • 19 Fevereiro 2006
  • 26 Fevereiro 2006
  • 05 Março 2006
  • 12 Março 2006
  • 19 Março 2006
  • 26 Março 2006
  • 02 Abril 2006
  • 09 Abril 2006
  • 16 Abril 2006
  • 23 Abril 2006
  • 30 Abril 2006
  • 07 Maio 2006
  • 14 Maio 2006
  • 21 Maio 2006
  • 28 Maio 2006
  • 04 Junho 2006
  • 11 Junho 2006
  • 18 Junho 2006
  • 25 Junho 2006
  • 02 Julho 2006
  • 09 Julho 2006
  • 16 Julho 2006
  • 23 Julho 2006
  • 30 Julho 2006
  • 06 Agosto 2006
  • 13 Agosto 2006
  • 20 Agosto 2006
  • 27 Agosto 2006
  • 03 Setembro 2006
  • 10 Setembro 2006
  • 17 Setembro 2006
  • 24 Setembro 2006
  • 01 Outubro 2006
  • 08 Outubro 2006
  • 15 Outubro 2006
  • 22 Outubro 2006
  • 29 Outubro 2006
  • 05 Novembro 2006
  • 12 Novembro 2006
  • 19 Novembro 2006
  • 26 Novembro 2006
  • 17 Dezembro 2006
  • 24 Dezembro 2006
  • 31 Dezembro 2006
  • 07 Janeiro 2007
  • 14 Janeiro 2007
  • 21 Janeiro 2007
  • 28 Janeiro 2007
  • 04 Fevereiro 2007
  • 11 Fevereiro 2007
  • 18 Fevereiro 2007
  • 25 Fevereiro 2007
  • 04 Março 2007
  • 11 Março 2007
  • 18 Março 2007
  • 25 Março 2007
  • 01 Abril 2007
  • 08 Abril 2007
  • 15 Abril 2007
  • 22 Abril 2007
  • 29 Abril 2007
  • 06 Maio 2007
  • 13 Maio 2007
  • 20 Maio 2007
  • 27 Maio 2007
  • 03 Junho 2007
  • 10 Junho 2007
  • 17 Junho 2007
  • 24 Junho 2007
  • 01 Julho 2007
  • 08 Julho 2007
  • 15 Julho 2007
  • 22 Julho 2007
  • 29 Julho 2007
  • 05 Agosto 2007
  • 12 Agosto 2007
  • 19 Agosto 2007
  • 26 Agosto 2007
  • 02 Setembro 2007
  • 09 Setembro 2007
  • 16 Setembro 2007
  • 23 Setembro 2007
  • 30 Setembro 2007
  • 07 Outubro 2007
  • 14 Outubro 2007
  • 21 Outubro 2007
  • 28 Outubro 2007
  • 04 Novembro 2007
  • 11 Novembro 2007
  • 18 Novembro 2007
  • 25 Novembro 2007
  • 02 Dezembro 2007
  • 09 Dezembro 2007
  • 16 Dezembro 2007
  • 23 Dezembro 2007
  • 30 Dezembro 2007
  • 06 Janeiro 2008
  • 13 Janeiro 2008
  • 20 Janeiro 2008
  • 27 Janeiro 2008
  • 03 Fevereiro 2008
  • 10 Fevereiro 2008
  • 17 Fevereiro 2008
  • 24 Fevereiro 2008
  • 02 Março 2008
  • 09 Março 2008
  • 16 Março 2008
  • 23 Março 2008
  • 30 Março 2008
  • 06 Abril 2008
  • 13 Abril 2008
  • 20 Abril 2008
  • 27 Abril 2008
  • 04 Maio 2008
  • 11 Maio 2008
  • 18 Maio 2008
  • 25 Maio 2008
  • 01 Junho 2008
  • 08 Junho 2008
  • 15 Junho 2008
  • 22 Junho 2008
  • 29 Junho 2008
  • 06 Julho 2008
  • 13 Julho 2008
  • 20 Julho 2008
  • 27 Julho 2008
  • 03 Agosto 2008
  • 10 Agosto 2008
  • 17 Agosto 2008
  • 24 Agosto 2008
  • 31 Agosto 2008
  • 07 Setembro 2008
  • 14 Setembro 2008
  • 21 Setembro 2008
  • 28 Setembro 2008
  • 05 Outubro 2008
  • 12 Outubro 2008
  • 19 Outubro 2008
  • 26 Outubro 2008
  • 02 Novembro 2008
  • 09 Novembro 2008
  • 16 Novembro 2008
  • 23 Novembro 2008
  • 30 Novembro 2008
  • 07 Dezembro 2008
  • 14 Dezembro 2008
  • 21 Dezembro 2008
  • 28 Dezembro 2008
  • 04 Janeiro 2009
  • 11 Janeiro 2009
  • 18 Janeiro 2009
  • 25 Janeiro 2009
  • 01 Fevereiro 2009
  • 08 Fevereiro 2009
  • 15 Fevereiro 2009
  • 22 Fevereiro 2009
  • 01 Março 2009
  • 08 Março 2009
  • 15 Março 2009
  • 22 Março 2009
  • 29 Março 2009
  • 05 Abril 2009
  • 12 Abril 2009
  • 19 Abril 2009
  • 26 Abril 2009
  • 03 Maio 2009
  • 10 Maio 2009
  • 17 Maio 2009
  • 24 Maio 2009
  • 31 Maio 2009
  • 07 Junho 2009
  • 14 Junho 2009
  • 21 Junho 2009
  • 28 Junho 2009
  • 05 Julho 2009
  • 12 Julho 2009
  • 19 Julho 2009
  • 26 Julho 2009
  • 02 Agosto 2009
  • 09 Agosto 2009
  • 16 Agosto 2009
  • 23 Agosto 2009
  • 30 Agosto 2009
  • 06 Setembro 2009
  • 13 Setembro 2009
  • 20 Setembro 2009
  • 27 Setembro 2009
  • 04 Outubro 2009
  • 11 Outubro 2009
  • 18 Outubro 2009
  • 25 Outubro 2009
  • 01 Novembro 2009
  • 08 Novembro 2009
  • 15 Novembro 2009
  • 22 Novembro 2009
  • 29 Novembro 2009
  • 06 Dezembro 2009
  • 13 Dezembro 2009
  • 20 Dezembro 2009
  • 27 Dezembro 2009
  • 03 Janeiro 2010
  • 10 Janeiro 2010
  • 17 Janeiro 2010
  • 31 Janeiro 2010
  • 07 Fevereiro 2010
  • 14 Fevereiro 2010
  • 21 Fevereiro 2010
  • 28 Fevereiro 2010
  • 07 Março 2010
  • 14 Março 2010
  • 21 Março 2010
  • 28 Março 2010
  • 04 Abril 2010
  • 11 Abril 2010
  • 18 Abril 2010
  • 25 Abril 2010
  • 02 Maio 2010
  • 09 Maio 2010
  • 16 Maio 2010
  • 23 Maio 2010
  • 30 Maio 2010
  • 06 Junho 2010
  • 13 Junho 2010
  • 20 Junho 2010
  • 27 Junho 2010
  • 04 Julho 2010
  • 11 Julho 2010
  • 18 Julho 2010
  • 25 Julho 2010
  • 01 Agosto 2010
  • 08 Agosto 2010
  • 15 Agosto 2010
  • 22 Agosto 2010
  • 29 Agosto 2010
  • 05 Setembro 2010
  • 12 Setembro 2010
  • 19 Setembro 2010
  • 26 Setembro 2010
  • 03 Outubro 2010
  • 10 Outubro 2010
  • 17 Outubro 2010
  • 24 Outubro 2010
  • 31 Outubro 2010
  • 07 Novembro 2010
  • 14 Novembro 2010
  • 21 Novembro 2010
  • 28 Novembro 2010
  • 05 Dezembro 2010
  • 12 Dezembro 2010
  • 19 Dezembro 2010
  • 26 Dezembro 2010
  • 02 Janeiro 2011
  • 09 Janeiro 2011
  • 16 Janeiro 2011
  • 23 Janeiro 2011
  • 30 Janeiro 2011
  • 06 Fevereiro 2011
  • 13 Fevereiro 2011
  • 20 Fevereiro 2011
  • 27 Fevereiro 2011
  • 06 Março 2011
  • 13 Março 2011
  • 20 Março 2011
  • 27 Março 2011
  • 03 Abril 2011
  • 10 Abril 2011
  • 17 Abril 2011
  • 24 Abril 2011
  • 01 Maio 2011
  • 08 Maio 2011
  • 15 Maio 2011
  • 22 Maio 2011
  • 29 Maio 2011
  • 05 Junho 2011
  • 12 Junho 2011
  • 19 Junho 2011
  • 26 Junho 2011
  • 03 Julho 2011
  • 10 Julho 2011
  • 17 Julho 2011
  • 24 Julho 2011
  • 31 Julho 2011
  • 07 Agosto 2011
  • 14 Agosto 2011
  • 21 Agosto 2011
  • 28 Agosto 2011
  • 04 Setembro 2011
  • 11 Setembro 2011
  • 18 Setembro 2011
  • 25 Setembro 2011
  • 02 Outubro 2011
  • 09 Outubro 2011
  • 16 Outubro 2011
  • 23 Outubro 2011
  • 30 Outubro 2011
  • 06 Novembro 2011
  • 13 Novembro 2011
  • 20 Novembro 2011
  • 27 Novembro 2011
  • 04 Dezembro 2011
  • 11 Dezembro 2011
  • 18 Dezembro 2011
  • 25 Dezembro 2011
  • 01 Janeiro 2012
  • 08 Janeiro 2012
  • 15 Janeiro 2012
  • 22 Janeiro 2012
  • 29 Janeiro 2012
  • 05 Fevereiro 2012
  • 12 Fevereiro 2012
  • 19 Fevereiro 2012
  • 26 Fevereiro 2012
  • 04 Março 2012
  • 11 Março 2012
  • 18 Março 2012
  • 25 Março 2012
  • 01 Abril 2012
  • 08 Abril 2012
  • 15 Abril 2012
  • 22 Abril 2012
  • 29 Abril 2012
  • 06 Maio 2012
  • 13 Maio 2012
  • 20 Maio 2012
  • 27 Maio 2012
  • 03 Junho 2012
  • 10 Junho 2012
  • 17 Junho 2012
  • 24 Junho 2012
  • 01 Julho 2012
  • 08 Julho 2012
  • 15 Julho 2012
  • 22 Julho 2012
  • 29 Julho 2012
  • 05 Agosto 2012
  • 12 Agosto 2012
  • 19 Agosto 2012
  • 26 Agosto 2012
  • 02 Setembro 2012
  • 09 Setembro 2012
  • 16 Setembro 2012
  • 23 Setembro 2012
  • 30 Setembro 2012
  • 07 Outubro 2012
  • 14 Outubro 2012
  • 21 Outubro 2012
  • 28 Outubro 2012
  • 04 Novembro 2012
  • 11 Novembro 2012
  • 18 Novembro 2012
  • 25 Novembro 2012
  • 02 Dezembro 2012
  • 09 Dezembro 2012
  • 16 Dezembro 2012
  • 23 Dezembro 2012
  • 30 Dezembro 2012
  • 06 Janeiro 2013
  • 13 Janeiro 2013
  • 20 Janeiro 2013
  • 27 Janeiro 2013
  • 03 Fevereiro 2013
  • 10 Fevereiro 2013
  • 17 Fevereiro 2013
  • 24 Fevereiro 2013
  • 03 Março 2013
  • 10 Março 2013
  • 17 Março 2013
  • 24 Março 2013
  • 31 Março 2013
  • 07 Abril 2013
  • 14 Abril 2013
  • 21 Abril 2013
  • 28 Abril 2013
  • 05 Maio 2013
  • 12 Maio 2013
  • 19 Maio 2013
  • 26 Maio 2013
  • 02 Junho 2013
  • 09 Junho 2013
  • 16 Junho 2013
  • 23 Junho 2013
  • 30 Junho 2013
  • 07 Julho 2013
  • 14 Julho 2013
  • 21 Julho 2013
  • 28 Julho 2013
  • 04 Agosto 2013
  • 11 Agosto 2013
  • 18 Agosto 2013
  • 25 Agosto 2013
  • 01 Setembro 2013
  • 08 Setembro 2013
  • 15 Setembro 2013
  • 22 Setembro 2013
  • 29 Setembro 2013
  • 06 Outubro 2013
  • 13 Outubro 2013
  • 20 Outubro 2013
  • 27 Outubro 2013
  • 03 Novembro 2013
  • 10 Novembro 2013
  • 17 Novembro 2013
  • 24 Novembro 2013
  • 01 Dezembro 2013
  • 08 Dezembro 2013
  • 15 Dezembro 2013
  • 22 Dezembro 2013
  • 29 Dezembro 2013
  • 05 Janeiro 2014
  • 12 Janeiro 2014
  • 19 Janeiro 2014
  • 26 Janeiro 2014
  • 02 Fevereiro 2014
  • 09 Fevereiro 2014
  • 16 Fevereiro 2014
  • 23 Fevereiro 2014
  • 02 Março 2014
  • 09 Março 2014
  • 16 Março 2014
  • 23 Março 2014
  • 30 Março 2014
  • 06 Abril 2014
  • 13 Abril 2014
  • 20 Abril 2014
  • 27 Abril 2014
  • 04 Maio 2014
  • 11 Maio 2014
  • 18 Maio 2014
  • 25 Maio 2014
  • 01 Junho 2014
  • 08 Junho 2014
  • 15 Junho 2014
  • 22 Junho 2014
  • 29 Junho 2014
  • 06 Julho 2014
  • 13 Julho 2014
  • 20 Julho 2014
  • 27 Julho 2014
  • 03 Agosto 2014
  • 10 Agosto 2014
  • 17 Agosto 2014
  • 24 Agosto 2014
  • 31 Agosto 2014
  • 07 Setembro 2014
  • 14 Setembro 2014
  • 21 Setembro 2014
  • 28 Setembro 2014
  • 05 Outubro 2014
  • 12 Outubro 2014
  • 19 Outubro 2014
  • 26 Outubro 2014
  • 02 Novembro 2014
  • 09 Novembro 2014
  • 16 Novembro 2014
  • 23 Novembro 2014
  • 30 Novembro 2014
  • 07 Dezembro 2014
  • 14 Dezembro 2014
  • 21 Dezembro 2014
  • 28 Dezembro 2014
  • 04 Janeiro 2015
  • 11 Janeiro 2015
  • 18 Janeiro 2015
  • 25 Janeiro 2015
  • 01 Fevereiro 2015
  • 08 Fevereiro 2015
  • 15 Fevereiro 2015
  • 22 Fevereiro 2015
  • 01 Março 2015
  • 08 Março 2015
  • 15 Março 2015
  • 22 Março 2015
  • 29 Março 2015
  • 05 Abril 2015
  • 12 Abril 2015
  • 19 Abril 2015
  • 26 Abril 2015
  • 03 Maio 2015
  • 10 Maio 2015
  • 17 Maio 2015
  • 24 Maio 2015
  • 31 Maio 2015
  • 07 Junho 2015
  • 14 Junho 2015
  • 21 Junho 2015
  • 28 Junho 2015
  • 05 Julho 2015
  • 12 Julho 2015
  • 19 Julho 2015
  • 26 Julho 2015
  • 02 Agosto 2015
  • 09 Agosto 2015
  • 16 Agosto 2015
  • 23 Agosto 2015
  • 30 Agosto 2015
  • 06 Setembro 2015
  • 13 Setembro 2015
  • 20 Setembro 2015
  • 27 Setembro 2015
  • 04 Outubro 2015
  • 11 Outubro 2015
  • 18 Outubro 2015
  • 25 Outubro 2015
  • 01 Novembro 2015
  • 08 Novembro 2015
  • 15 Novembro 2015
  • 22 Novembro 2015
  • 29 Novembro 2015
  • 06 Dezembro 2015
  • 13 Dezembro 2015
  • 20 Dezembro 2015
  • 27 Dezembro 2015
  • 03 Janeiro 2016
  • 10 Janeiro 2016
  • 17 Janeiro 2016
  • 31 Janeiro 2016
  • 07 Fevereiro 2016
  • 14 Fevereiro 2016
  • 21 Fevereiro 2016
  • 28 Fevereiro 2016
  • 06 Março 2016
  • 13 Março 2016
  • 20 Março 2016
  • 27 Março 2016
  • 03 Abril 2016
  • 10 Abril 2016
  • 17 Abril 2016
  • 24 Abril 2016
  • 01 Maio 2016
  • 08 Maio 2016
  • 15 Maio 2016
  • 22 Maio 2016
  • 29 Maio 2016
  • 05 Junho 2016
  • 12 Junho 2016
  • 19 Junho 2016
  • 26 Junho 2016
  • 03 Julho 2016
  • 10 Julho 2016
  • 17 Julho 2016
  • 24 Julho 2016
  • 31 Julho 2016
  • 07 Agosto 2016
  • 14 Agosto 2016
  • 21 Agosto 2016
  • 28 Agosto 2016
  • 04 Setembro 2016
  • 11 Setembro 2016
  • 18 Setembro 2016
  • 25 Setembro 2016
  • 02 Outubro 2016
  • 09 Outubro 2016
  • 16 Outubro 2016
  • 23 Outubro 2016
  • 30 Outubro 2016
  • 06 Novembro 2016
  • 13 Novembro 2016
  • 20 Novembro 2016
  • 27 Novembro 2016
  • 04 Dezembro 2016
  • 11 Dezembro 2016
  • 18 Dezembro 2016
  • 25 Dezembro 2016
  • 01 Janeiro 2017
  • 08 Janeiro 2017
  • 15 Janeiro 2017
  • 22 Janeiro 2017
  • 29 Janeiro 2017
  • 05 Fevereiro 2017
  • 12 Fevereiro 2017
  • 19 Fevereiro 2017
  • 26 Fevereiro 2017
  • 05 Março 2017
  • 12 Março 2017
  • 19 Março 2017
  • 26 Março 2017
  • 02 Abril 2017
  • 09 Abril 2017
  • 16 Abril 2017
  • 23 Abril 2017
  • 30 Abril 2017
  • 07 Maio 2017
  • 14 Maio 2017
  • 21 Maio 2017
  • 28 Maio 2017
  • 04 Junho 2017
  • 11 Junho 2017
  • 18 Junho 2017
  • 25 Junho 2017
  • 02 Julho 2017
  • 09 Julho 2017
  • 16 Julho 2017
  • 23 Julho 2017
  • 30 Julho 2017
  • 06 Agosto 2017
  • 13 Agosto 2017

  • 109 páginas

    Eram tantas as que tinha o teu (sim, o teu) relatório circunstanciado da viagem.
    Entregaste-mo em mão no dia em que me foste visitar, acompanhada da tua fiel escudeira.
    Na sua maioria eram reportagens ambientais e perguntei-te pelas fotos. Mesmo pelas fotos.
    Não sei se posso dizer que me surpreendeste no meio da aventura.
    O facto é que captaste tudo de imediato.
    E tiveste comigo a serena e longa conversa que se palpitava.
    Elogiaste-me os cães e a forma como alegremente e carinhosamente obedeciam.
    Expliquei-te que estava satisfeito com as instalações no fim do caminho vicinal e entre muros. Satisfeito não é bem. Preferia uma casa do mesmo género mas sem aqueles afunilamentos nos acessos, do passa a chave para eu abrir a porta.
    Mostraste-me ainda uma foto de uma casa semelhante, onde se viam três mulheres jovens e de caras espantadas a olhar para o passarinho. Vestidas assim como a ilustrar várias épocas de trajes de cozinha. E perguntei-te quem era aquela torre. Disseste-me que era a filha do jardineiro, se a memória não me atraiçoa.
    E assim te foste, levando a escudeira pela mão.
    Voltei aos meus afazeres de conjuntura. Os quais eram...



    E.N. 18, 2005




    Direcção 0 *



    No comboio passou-se qualquer coisa de grave. Mas não posso precisar o quê. Sei que me despedi dela e saltei, para evitar mais complicações.
    Ela insistiu em seguir-me.

    Desde o tal almoço em que a nossa companheira mostrara um comportamento alterado que me perseguia o desejo de revê-la.
    A nossa visita às instalações fabris, na minha intenção de reconciliar a nossa comum amiga com o trabalho, tinha pelos vistos dado mais frutos do que era previsível.
    Encontrar a Direcção 0 não foi fácil. Mesmo seguindo os sinais. Na espécie de vestíbulo onde pontificava um segurança, o nome e o cargo não diziam a este coisa que fosse útil. No entanto, por trás dele, lá estava, em caracteres hospitalares, o rumo a seguir.
    Num golpe de génio, dirigi-me ao bar. Claro que ela estava lá.
    A nossa companheira não resistiu à nossa conversa. Chorava copiosamente e pronunciava palavras ininteligíveis.
    Ainda assim conseguimos a custo reintegrá-la. Entre a fotocopiadora e um PC. Embrenhou-se numa ávida leitura das especificações de um novo sistema e pareceu embalada, ainda que com pouco entusiasmo.
    Quanto a nós, era para Itália que íamos. E foi lá que fomos surpreendidos no comboio.

    Mas não aprendemos a lição.
    Já na aerogare, prestes a fazer o check-in, apareceram os polícias à paisana.
    Não era a ela que queriam. Era a mim.
    E o caso não tinha a ver só com o meu aspecto levantino. A suspeita estava bem estribada - um dia inteirinho sem usar o cartão de débito ou o telefone móvel. Fora isso que conduzira à minha detenção.
    A minha argumentação foi parca. Não vi que houvesse qualquer utilidade em argumentar. Eles estavam convencidos de que todos os meus documentos eram falsos.
    Apenas pedi um representante da Embaixada de Portugal.
    Mais tarde, apareceu um indivíduo, pouco iluminado, a quem eu disse pouco. Apenas que os documentos eram legítimos e que ligasse a J. Ele haveria de dar solução ao caso.
    Para minha surpresa perguntou-me por que haveria J. de se interessar pelo caso.
    A minha resposta surpreendeu-o ainda mais do que ele a mim. E foi embora.
    Mais tarde, um outro indivíduo chega e pergunta-me: Você é que é do Monte do A.?
    Disse-lhe que não, mas que era da terra ao pé.
    A resposta dele foi esta: Pois, eu é que sou de lá, do Monte.
    É o dono? Pois. Não o conheço. O meu Pai é que conhecia o seu. Ah, e já agora digo-lhe que foi por sua causa que a joldra começou tão tarde na minha cortiça.
    Ele riu-se mas não deu por acabado o interrogatório, para meu espanto mais uma vez.
    As perguntas que se seguiram foram afinal sobre futebol. De algibeira, todas elas. Mas houve uma para a qual não tive resposta: Quem foram os jogadores que o Benfica aproveitou das camadas jovens, nos últimos anos?

    Ela, que andara num torvelinho ao telefone a mover influências, chegou-se e sorriu: Já podemos ir? Já respondeste satisfatoriamente?

    Nessa noite, no hotel, disse-lhe que apesar de tudo a atitude da polícia italiana tinha sido correcta, embora dura como lhes competia.
    Ela respondeu-me dizendo que já que não íamos usar os cartões no dia seguinte, ao menos que fízéssemos um telefonema. Nem que fosse para a polícia.
    Concordei.

    *O extraordinário da coisa é que um tedesco nos imortalizou aqui na rede, jantando. Lado a lado e não frente a frente ou em diagonal. Como se isso interessasse a alguém mais.



    Rio Tejo, 2005




    A voz da Bete

    A escada não tinha nada que saber. Era íngreme e estreita e a metade do lado da parede estava ocupada por uma espécie de trouxas de riscado que também poderiam ser squaws gordas à espera de vez.
    A metade onde antes se circulara estava agora cheia de vozes. Materialmente representadas por capas escaladas (na acepção da sardinha) de singles de vinil.
    A que me impediu o caminho falou-me com uma voz conhecida. Bem conhecida. No entanto, na altura não fui capaz de ligar o nome ao disco.
    Quando finalmente soube que era a voz da Bete, quis desculpar-me.
    Não encontrei nada melhor do que narrar o episódio da Cantina Velha.
    Quando o pessoal da minha terra tomou posse do bengaleiro...
    Mas a tua terra não é a nossa terra?
    Calei-me.



    E.N. 121, 2005



    Agradecendo assim a atenção e a gentileza do João Espinho e da sua Praça da República em Beja.



    Erros

    Ando a dar erros estúpidos. Hoje foi promórdios em vez de primórdios no post abaixo. Há dias foi outro do género.
    Agora mesmo, a escrever isto, assustei-me com as palavras que vi escritas. Estou mesmo a precisar de sombra e água fresca.



    E.N. 233, 2000



    Uma foto dos primórdios deste blogue.



    E vão três anos disto

    À laia de curiosidade, também há três anos por Santa Maria o calor acalmou.



    Das divisões do Mundo (episódio n+1)

    Sim, o Mundo também se divide entre os que conhecem, consideram a alínea e* e os que não.

    __________________________________________________________
    *a assim ordenada quinta alínea é a que diz: nenhuma das anteriores.



    O quarto 327 (II)



    Entusiasmado que estava em explicar estas e outras coisas aos circunstantes, nem dei pela aproximação dos meus inquilinos, cuja cara não conheço.
    Logo estes, ao encontrarem-me ali ao pé do prédio onde em outros tempos se podia desfrutar do cheiro da magnífica urina de gato, se prontificaram a enquadrar-me numa visita guiada às obras do prédio mais acima. O nosso, claro.
    Mas deixaram-me a meio da viagem. Mas o que conta é que quando cheguei à entrada do prédio fui surpreendido pelo aspecto esventrado da bateria de caixas de correio.
    Para conseguir abrir a minha caixa recuada, era preciso fazer rodar, sobre um eixo perpendicular ao seu eixo próprio, um comprido canhão.
    Depois, tendo acesso à sua extremidade, lá se introduzia uma gazua que actuava sobre o cardan na outra ponta.
    Lá dentro, os habituais envelopes grossos. De destinos longínquos.
    Mas aqui na entrada, houve outro pormenor que me interessou. A forma como o empreiteiro - duvidava que alguém tivesse feito um caderno de encargos - tinha solucionado a reparação dos falsos lambris de pedra. Vi que o enxerto estava ligeiramente desalinhado e tomei nota. Mas pareceu-me o trabalho razoavelmente bem feito, ainda que os inertes desta marmorite renovada fossem exageradamente grandes. E estivessem pintados, um a um, com predominância dos ocres e dos cinzentos.

    O que parecia faltar era uma organização criteriosa do trabalho. Como se alguém tivesse pegado num grafo de obra, o tivesse abanado e as tarefas estivessem todas fora de ordem.
    Ali acabavam-se os revestimentos mas, logo à frente, faltava a escada. Como sempre.
    No piso de cima, ainda se faziam demolições e se assentava tijolo.
    No outro a seguir, havia um bar (sempre os bares) com uma tábua a fazer de balcão. E, na falta da parede de fundo, comunicava com o exterior, onde havia outro balcão de tábua, desta feita apoiado em bidons e, à direita, um grelhador de meio-bidom, é claro. Tudo isto no alto de uma colina de onde se via o mar. Era sempre a descer até lá.
    A moça mais requisitada era a mais gordinha e mais bruta. Era mesmo com ela que eu queria falar. E falei.
    O interesse dela no assunto fez piorar as coisas para o meu lado, uma vez que o resto do pessoal que atendia era pouco despachado.
    Os restantes clientes, que de facto não se viam, tornaram-se hostis e haviam de me acompanhar em parte da vistoria, dizendo disparates a meu respeito e da obra.
    Quando cheguei à minha porta, já vi acabadas as aduelas e o lindo enquadramento com conchinhas e motivos marinhos, tudo pintado a branco.
    O inquilino mostrou-me a ainda mais bela e inevitável lareira. E deu-me conta de todos os melhoramentos que introduzira.
    Já meio desesperado, bati em retirada. Ainda tive tempo para gabar a marmorite a um encarrregado e tropeçar nuns pintores que se entretinham a pintar de azul ultramarino uma ripas boleadas de um dos lados.
    Foi a eles que pedi três ripas para juntar à escova de aço e a uma brocha larga que já adquirira na descida e que trazia penduradas por baraços.
    Quando saí, estava no terreiro em frente a uma garagem de familiares. Cheio de riscos azuis na roupa.
    Já sem a brocha e a escova de aço que me haviam saltado dos braços onde as pendurara.

    Um pouco mais atrás, estava um patamar em plano alto de onde assomava a mãe dos Valente.
    Foi ela mesma quem me disse que a mais pequenita, que andava ali na rua aos saltitos, não era filha dela como toda a gente pensava. Era neta. Filha da filha mais velha. Embarrigou, essa...

    Deixei-a com os seus impropérios e voltei para o resguardo.
    Quando tinha já passado o último guarda-vento, a enfermeira-chefe interceptou-me.
    Era um mulherão. Não era bonita nem escultural. Mas era alta, forte e com formas bem definidas. Um mulherão.
    Perguntou-me se eu não sabia que o 327 tinha duas casas de banho, à falta de uma.
    Eu ri-me e respondi: Mas eu fui beber café!



    Ciclismo aos quadradinhos



    A Volta a Portugal que aqui passa aos meus pés já faz uma semana, passou ontem por elas.
    Pelas mamas de gasolina de Foz Côa. Eu sei que passou.



    Balzac e os vórtices de von Karman



    A sensação foi mesmo a de que há mais de 60 anos, aquele rascunho dos vórtices de von Karman convivia com os receios dos nobres franceses da viragem do século.
    Agora vem o pior. Perceber a ideia do rascunho. Como se fosse minha.
    Talvez eu pudesse não ter herdado a caligrafia tão ao pormenor.